• Blog
  • Como os exercícios físicos podem ajudar no rendimento dos estudos?

Como os exercícios físicos podem ajudar no rendimento dos estudos?

Blog

Como os exercícios físicos podem ajudar no rendimento dos estudos?

Como os exercícios físicos podem ajudar no rendimento dos estudos?

A atividade física é um dos bons hábitos que auxiliam o organismo a se manter saudável e, consequentemente, encarar a rotina com mais disposição e leveza. Para que a reta final da preparação para o TED seja tranquila, é de suma importância conciliar o tempo de estudos com a prática de exercícios físicos. Dessa forma, o corpo estará mais preparado cognitiva e emocionalmente para o momento da prova, além de ajudar na resistência para enfrentar as longas horas de dedicação que o exame exige. 

Para te ajudar a adaptar os exercícios físicos com a rotina de estudos para o TED, nós, do Blog Cucé, preparamos este conteúdo especial com dicas de aplicativos e estratégicas para fazer da prática um hábito. Continue lendo para conferir!

Veja também: Importância da alimentação para rendimento dos seus estudos para o TED

🏋🏽‍♀️ Por que praticar atividade física regularmente?

A prática regular de atividade física auxilia em vários aspectos, como maior disposição, aumento da produtividade, melhora da imunidade e, consequentemente, da qualidade de vida. Uma análise de oito estudos com voluntários acima de 40 anos, feita por pesquisadores da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, concluiu que realizar exercícios físicos diminui o risco de comprometimento cognitivo leve em 35% e o de Alzheimer em 51%. Além disso, é possível aprimorar as atividades cognitivas do cérebro, por meio de uma rotina mais ativa.

Artigo publicado no Journal of Pediatrics aponta a influência das atividades físicas no desempenho acadêmico de jovens e adultos. Entre os dois mil entrevistados, aqueles que praticavam algum exercícios demonstraram melhor capacidade cardiorrespiratória e habilidade motora, indicados por meio de testes em linguagens e matemática.

Para te auxiliar a incluir os exercícios físicos na sua rotina de estudos, nós listamos 5 dicas práticas para que você potencialize seu cérebro e tenha maior produtividade na preparação para o TED.

  • 🩺 Dica 1: realize uma avaliação médica

De acordo com o Conselho Federal de Educação Física (Confef), a avaliação médica especializada é de suma importância para identificar possíveis restrições físicas, estabelecer orientações e prescrições de exercícios apropriados e os níveis de intensidade recomendados. Além disso, caso tenha alguma comorbidade, o acompanhamento deve ser feito de forma periódica, a fim de detectar qualquer mudança que possa ser prejudicial.

A orientação nutricional também é necessária para que a prática de atividade física se torne mais produtiva e proporcione bons resultados, no corpo, na saúde e no rendimento dos estudos.

  • 📲 Dica 2: use a tecnologia a seu favor

Neste período de pandemia, é importante manter o distanciamento físico para evitar a contaminação da Covid-19. Nesse sentido, realizar exercícios físicos em casa tem sido uma alternativa segura e acessível para se manter ativo. Para que a rotina seja mais prática, vários aplicativos como BTFIT, Sworkit, Endomondo, Pri Leite Yoga, Runkeeper e Dance Mais oferecem planos aeróbicos, aulas de yoga, circuitos e lives de alongamentos, de forma gratuita, para acessar onde e quando quiser, com o objetivo de te direcionar a como se manter em movimento.

A tecnologia também pode te ajudar a encontrar uma companhia, para que os exercícios sejam realizados de maneira mais divertida e didática. Convide amigos ou familiares que estão longe, faça uma videochamada pelas plataformas Meet, Skype ou Zoom e dê o play no cronômetro para começar o treino!

  • 📈 Dica 3: estabeleça metas alcançáveis

Traçar metas está diretamente ligado a motivação para dar continuidade a prática de exercícios, independentemente da modalidade escolhida. Nesse sentido, é necessário definir um objetivo pessoal: por que você quer praticar atividade física? Com a resposta para esta pergunta, o próximo passo é estabelecer os compromissos que devem ser cumpridos. Anote quantos dias por semana pretende se exercitar e quanto tempo deseja gastar em cada atividade.

Após colocar esses tópicos em prática, junte esforços para acompanhar sua evolução, aumente a intensidade aos poucos e respeite o tempo do seu corpo, pois a adaptação é um processo. Para ter seus resultados na palma da mão, aplicativos como Nike Run Club, Adidas Running, MapMyWalk e Strava podem te ajudar, já que ao escolher a modalidade a ser praticada, eles conseguem marcar tempo, quantidade de calorias e a constância dos exercícios.

  • 👟 Dica 4: opte por roupas e sapatos confortáveis

As peças de roupas interferem diretamente no nível de conforto ao praticar determinadas atividades. Para além do visual, é de suma importância pensar em materiais que não comprometem os movimentos e tecidos que permitem que o corpo respire. Além disso, priorizar por calçados de qualidade irá proporcionar um melhor desenvolvimento dos exercícios. O modelo adequado auxilia na prevenção de dores e lesões, e ajuda a alcançar um bom rendimento na modalidade praticada.

  •  ⏰ Dica 5: tenha constância

Segundo levantamento feito pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), 80% dos entrevistados entendem a importância de comer bem e fazer exercícios. No entanto, 40% deles não as praticam diariamente, pois não tem uma rotina que inclua tempo para a prática. Para que a atividade física se torne um hábito, é necessário estabelecer um horário fixo e cumpri-lo todos os dias. O nosso cérebro entende melhor atividades contínuas e, dessa forma, torna-se mais fácil incluir os exercícios na rotina de estudos.

📲 Conheça o Blog Cucé

Fique por dentro de nosso blog, porque por aqui sempre encontrará materiais e dicas para te ajudar a alcançar a sonhada aprovação no TED. Confira outros conteúdos que possam ser de seu interesse:

TED: qual a importância do sono para fazer a prova?

Métodos de estudo que potencializam a preparação para o TED

Até o próximo!

Fonte: Organização Mundial da Saúde (OMS).

Tags:, , ,

Trackback do seu site.

Deixe um comentário